sexta-feira, 13 de junho de 2014

8 - PROJETOS ESPECIAIS


8.1-Projeto Arte, História e Produção


Justificativa


Incentivo à apreciação estética de obras artísticas associadas ao fazer, conhecer e apreciar a Arte em atividades que reflitam sentimentos e desenvolvam o espírito crítico.

Objetivos específicos

  • Desenvolver a análise crítica de obras de arte representando idéias e sentimentos através de imagens.
  • Identificar a produção artística relacionando-a com o momento histórico-cultural.

Recursos humanos


Alunos, professores, equipe técnica;

Recursos Materiais


  • Painéis com reproduções de obras artísticas;
  • Livros de Artes;
  • Vídeo;
  • Biblioteca;
  • Internet
  • Visitas a Museus

Público Alvo


  • Ensino Fundamental;
  • Ensino Médio.

Conteúdo


Análise de obras artísticas: reprodução e releitura.

  Duração


Ano letivo.

Ambiente


  • sala de aula;
  • sala de informática
  • biblioteca;
  • Museus locais.

Metodologia / Avaliação


  • Realização dos trabalhos em sala de aula mediante apresentação de gravuras, reproduções, livros e vídeos.
  • Realização de exposição com os trabalhos desenvolvidos.

 8.3- Projeto de Esportes 

1 – Campeonato Interclasses – Futsal
Objetivo: desenvolver no aluno o espírito competitivo, o prazer pelos esportes, a obediência às regras do jogo e o respeito aos colegas.

Clientela: alunos de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Período de realização: 1º e 2º semestres

Responsáveis: Professores de Educação Física, Professores Coordenadores e Direção.

Recursos Materiais: bolas de futsal, uniformes, quadra esportiva, traves e redes.

Avaliação: atitudes de respeito mútuo, dignidade e solidariedade.
  
2 – Campeonato de Tênis de Mesa
Objetivos: desenvolver no aluno o espírito competitivo,  o prazer pela prática de esportes, a obediência às regras do jogo e o respeito pelos colegas.

Clientela: alunos de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Período de realização: 1º e 2º semestres

Responsáveis: Professores de Educação Física, Professores Coordenadores e Direção.

Recursos Materiais: mesa de tênis de mesa, redes, bolinhas e raquetes

Avaliação: condutas de solidariedade, respeito e dignidade.


8.4- Projeto de Teatro


1 – Justificativa
-       Divulgar para o aluno o que é o Teatro,
-       Estimular o conhecimento das principais peças teatrais nacionais,
-       Formar um aluno – cidadão através do Teatro e da arte em geral,
-       Mostrar para o aluno uma visão ampla da nossa cultura e beneficiá-lo com outros campos em questão (valores sociais, músicas, atividades físicas e psicológicas)

2 – Objetivos
-       Conhecer o teatro brasileiro,
-       Trazer para os alunos as obras literárias em forma de teatro para melhor entendimento das mesmas,
-       Teatro realístico (o teatro sendo apresentado como solução de alguns problemas do cotidiano,
-       Transformar a escola, cada vez mais, em um local lúdico, agradável, para o qual o aluno se dirige com prazer, através do teatro.
-       A intenção do teatro na escola é para colaborar no processo de aprendizagem do aluno tanto do Ensino Médio quanto do Ensino Fundamental e, para isso, destacamos a participação do aluno como agente neste processo e não um mero espectador passivo.
-       O objetivo principal do teatro é educar, concretizar desejos, modificar o presente, preparar situações novas para o futuro, refletindo assim, o aluno e a comunidade.

-       Resgatar peças teatrais de autores nacionais.
-  O aluno aprenderá através do teatro a: conhecer, manipular os diversos tipos de linguagens (culta,  regionalista, gírias, coloquial, entre outras) sem, no entanto, desrespeitar a linguagem do aluno.

3 – Recursos Humanos
-       Alunos e professores

4 – Recursos Materiais
-       Pesquisa em livros, jornais, computadores, revistas.
-       Materiais disponíveis na unidade escolar e materiais adaptados
-       Palco, fitas de som.

5 – Público Alvo
-       Alunos e comunidade

6 – Conteúdo
-       Peças teatrais nacionais e internacionais
-       Criação de novas peças teatrais
-       Circo – teatro
-       Shows
-       Romances literários de várias épocas e estilos

7 – Duração
-       Ano letivo

8 – Ambiente
-       Unidade escolar

9 – Metodologia / Avaliação
-       Seleciona as peças de acordo com a faixa etária e série
-       Levar ao aluno conceitos básicos de observação e análise

8.5- Projeto – Jornal da Escola – Parceria com o Jornal “Folha de São Paulo”

Objetivos:
·         Conscientizar os alunos da necessidade de participação no grupo em que convive
·         Fazê-los perceber o valor da união para o alcance de objetivos
·         Valorizar a produção de textos e a sua prática
·         Fazê-los vivenciar o cotidiano da produção  de um jornal informativo
·         Integrá-los nas atividades cotidianas e extraordinárias da escola
·         Ampliar conhecimentos dos alunos sobre o mundo e sobre a comunidade em que vive
·         Ajudar os alunos a compreender os acontecimentos da atualidade
·         Fazer o aluno desenvolver atitudes críticas diante de certos acontecimentos
·         Estimular a proposição de soluções sociais, políticas, econômicas
·         Desenvolver habilidades de observação, interpretação e análise
·         Desenvolver a habilidade da síntese para a elaboração dos textos
·         Integrá-los entre classes e períodos

Desenvolvimento:
·         Os alunos farão leituras e produzirão textos informativos, relatórios, entrevistas, reportagens e selecionarão as que mais convém ser editadas.
·         Poderão também fazer parte do periódico – fotos, desenhos, jogos, ilustrações, desde que obedeçam aos objetivos propostos.

Recursos Humanos:
·        Alunos, professores e equipe técnicas

Material:
·         Jornal Folha de São Paulo
·         Papel sulfite
·         Cola, tesoura, canetas hidrográficas
·         Computador e impressora

 8.6- Projeto de Leitura

1.    Justificativa:
Proporcionar ao educando um convívio estimulante com a leitura, assim como permitir que cumpra seu papel, ou seja o de ampliar, pela leitura da palavra, a leitura do mundo, formando um leitor competente e crítico.

2.    Objetivos Específicos:
-          Cativar os alunos para a leitura promovendo visitas à bibliotecas, organizar visitas à editoras, ou redação de jornais, à feiras e bienais do livro.
-          Colocar à disposição do aluno to e qualquer material que possa ser um convite prazeroso para o ato de ler: revistas em quadrinhos, revistas especializadas em carros, motos, moda, esportes, etc., folhetos, jornais,
-          recortes com charges políticas, destinados ao público  juvenil, revistas e livros que versem sobre assuntos do momento.
-          Oferecer um repertório repleto de títulos, considerando-se principalmente a qualidade dos textos e o interesse e a preferência dos jovens.

3.    Recursos Humanos:
Corpo docente

4.    Recursos Materiais:
Ampla biblioteca; sala de vídeo(televisão, vídeo, retroprojetor, som – fitas e CDs), livros didáticos, giz, apagador, jornais, revistas, gibis e uso de dicionário, Internet.

5.    Público Alvo:
Corpo Discente

6.    Conteúdo:
Textos jornalísticos, científicos, de ficção, de leitura do mundo(placas, outdoors, etc.); textos dissertativos, narrativos e descritivos.

7.    Duração:
Durante o ano letivo

8.    Ambiente:
Unidade Escolar, redação de jornais, editoras feiras de livros, etc.

9.    Metodologia / Avaliação:
-          Selecionar temas de acordo com a faixa etária.
-          Motivar os educandos, chamando a atenção da turma para as obras, fazer comentários sobre autores, discutir e criticar textos jornalísticos e charges.

10. Replanejamento:
Dependendo do sucesso do projeto, será dada continuidade ao mesmo, sempre o aperfeiçoando.
“O educando precisa sentir que encontrou em você e na sua escola a ressonância de falar com alguém que o escute, de escrever a alguém que o leia e o compreenda”. 
 
8.7- Projeto: Prevenção também se Ensina

Justificativa: que os alunos percebam que as DROGAS/AIDS/DST estão aí, sem escolher vítimas. Por isso é chegado o momento de todos pararem para pensar e mudar.

Objetivo Específico:
a)    capacitar monitores aos pares, instrumentalizando para a implementação de ações de prevenção se enfrentar situações – problemas relativos às Drogas, DST/AIDS, dentro das escolas.
b)    Conscientiza-los de tal modo, que possam adotar medidas de  conduta, com espírito criativo e crítico, dispensando a procura de riscos desnecessários.
c)    Estabelecer estratégias preventivas que contribuam com a redução dos danos e dos comportamentos de risco dos adolescentes, frente ao uso indevido de drogas e às infecções pelas DST/Aids.

Recursos Humanos:
Direção:   Isaura Pinto Gonçalves
José Luiz Ribeiro Júnior

Professores:       João Fernandes Lopes
                             Maria Aparecida Fernandes Ursini

População Alvo:
Alunos de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental e Ensino Médio
Períodos: Manhã, Tarde e Noite

Conteúdo:
a)    Sexualidade
b)    Universo do Adolescente
c)    Uso do Preservativo
d)    DST/AIDS
e)    Informações básicas sobre drogas

Duração:
Durante o ano letivo

Ambiente:
Escola

Metodologia:
Palestras, Trabalhos em grupo, filmes, debates, dinâmica.

Avaliação:
Será feita através dos professores para análise do aproveitamento geral.

Replanejamento:
Só será feito se a avaliação for insatisfatória
Ações preventivas:
Slogan, palestra, histórias em quadrinhos, dinâmica.

8.8- Projeto:  Resíduos Humanos Meio Ambiente

Este projeto abrange as disciplinas de Ciências, Biologia, Física e Química.
Entretanto por ser multidisciplinar, as demais disciplinas (História, Geografia, Sociologia, Educação Artística, Português, Matemática), estão convidadas a participar e enriquece-lo.

1.   Justificativa:
O desenvolvimento urbano desordenado, altera e polui o ambiente em seus diversos aspectos: solo, ar, água, acústico e visual.
O meio ambiente deve ser preservado como um todo, o manejo dos resíduos urbanos deve ser direcionado para a obtenção de uma melhor qualidade ambiental, com a proteção de recursos naturais (água, ar, solo), paisagístico a culturais resultando numa melhoria da qualidade de vida da população

2.    Objetivos  Específicos:
Conscientizar a comunidade escolar da real e urgente necessidade de preservação do meio ambiente.

3.    Recursos Humanos:
-       Direção;
-       Professores;
-       Alunos;
-       Serventes;
-       Comunidade.

4.    Recursos Materiais:
-       Vídeos;
-       Datashow
-       Jornais;
-       Revistas;
-       Internet;
-       Visitas a Plantas de Reciclagem, Tratamento ou Disposição final já existentes.

5.    Público alvo:
-       Ensino Fundamental
-       Ensino Médio

6.    Conteúdo:
O conteúdo deverá ser desenvolvido dentro de cada disciplina, mantendo-se, contudo a interdisciplinaridade.

7.    Duração:
-       Ano Letivo.

8.     Ambiente:
-       Sala de aula;
-       Sala de Informática;
-       Pátio;
-       Cidade (sempre que for necessário)

9.    Metodologia/ Avaliação:
A metodologia proposta a ser desenvolvida tem como tópicos principais:
-       Definição de resíduos urbanos;
-       Caracterização de resíduos urbanos;
-       Classificação:
-       Identificação dos agentes contaminantes;
-       Discussão das limitações para o manejo e disposição final desses resíduos.
-       Soluções integradas (projeto desenvolvido pelos alunos).

10. Replanejamento:
A metodologia aplicada e o sistema de avaliação deverão ser avaliados (constantemente) durante todo o processo, e substituídos sempre que necessário.

 8.9- Projeto de Paz e Preservação do Patrimônio Público

1.    Justificativa:
 Durante os últimos anos a violência se consolidou como a grande preocupação vivida pela atual sociedade.
  Ela vem fundamentada com a falta de perspectiva de melhores condições de vida, provocadas pelo desemprego em massa e pela aculturação da população.
Nesse sentido, busca-se compreender e interpretar as causas de tal problema, procurando mostrar aos alunos as conseqüências nefastas no cotidiano da sociedade.

2.    Objetivos Específicos:
-          identificação das manifestações de violência nas diversas sociedades ao longo da história;
-          entendimento da violência não só como agressão física mas também moral e patrimonial;
-          comparação  da violência encontrada na atualidade com a violência de outras épocas;
-          identificação  dos locais onde a violência se manifesta mais freqüentemente (no Brasil e no Mundo);
-          análise  das causas da violência na atualidade.

3.    Recursos Humanos:
Aluno,  corpo docente  e equipe técnica.

4.    Recursos materiais: 
-          livros
-          vídeos
-          jornais
-          Internet
- materiais para pintura

5.    Público alvo:
Alunos do Ensino Fundamental e Médio

6.    Conteúdo:
-          as diversas  sociedades ao longo da história;
-          urbanização;
-          atualidade
  
7.  Duração:
-   durante o ano letivo

8.    Ambiente:
Sala de aula, sala de informática.

9.    Metodologia e Avaliação:
-          pesquisa;
-          entrevista;
-          debates;
-          análise de dados estatísticos;
-          vídeos;
-          relatórios;
-          análise de textos, letras de músicas;
-          execução de pinturas.

10. Replanejamento:

-  O projeto será replanejado a todo o momento, aproveitando os acontecimentos importantes, da atualidade,  pertinentes ao assunto.
 
8.10 – Projeto Recreio Dirigido

1 - Justificativa

Uma das formas de combate a violência é o trabalho de integração de nossos alunos interagindo entre a comunidade escolar que acontece durante o período de recreio, harmonizando o ambiente.

2 – Objetivos Específicos

- harmonização da demanda escolar;
- se sentirem pertencentes à escola;
- participação dos gestores e funcionários no desenrolar da ação;
- dois recreios por período como medida de segurança e melhor atendimento aos alunos.

  
3 – Recursos Humanos
- alunos, gestores e funcionários.

4 – Recursos materiais
- 3 pebolins
- 2 jogos de tênis de mesa


5 – Público Alvo
- alunos do Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA.

6 – Conteúdo
- práticas desportivas, relações interpessoal

7 – Ambiente
- pátio

8 – Metodologia
- diálogo
- participação efetiva de todos envolvidos

9 – Replanejamento
- durante o ano letivo faremos acompanhamento dos acontecimentos importantes, pertinentes ao projeto.


8.11.  Projeto Social “Comunidade Escola em Ação”

Introdução:

Vivemos em uma sociedade que é desigual, que privilegia os ricos e pune com a indiferença aqueles que vivem à margem do luxo e da riqueza, mas temos um Mestre que nos mostra a Verdade, somos todos à imagem e semelhança de Deus.
Com essa mensagem em nossos corações iniciamos em 2009 o trabalho do projeto “Gincana Missionária”, buscando mostrar para as crianças desses lugares esquecidos pelos “poderosos” que existe alguém ainda mais poderoso que todos, Deus, e que nos enviou seu filho Jesus para que possamos chegar até o Altíssimo.
Neste segundo momento, a agora Associação Gincana Missionária, apresenta o Projeto Escola e Comunidade em Ação, mantendo o foco na qualidade das relações humanas, pudemos integrar o projeto as necessidades apresentadas pela comunidade da E.E. “Prof. Suetônio Bittencourt Júnior”, visando à inserção dos valores humanos no seio da comunidade, inúmeras vezes esquecida pela sociedade e deteriorada pelas relações interpessoais desastrosas no âmbito familiar.


Trabalhando com jogos, brincadeiras e resgatando o prazer da convivência, criamos regras para que todos possam interagir, sempre enfatizando que não são as normas que garantem o bem estar, mas sim a convivência harmoniosa entre os semelhantes.
Nosso método de ação consiste no primeiro momento trabalhar com o lúdico, socializando as crianças e jovens, mantendo a perspectiva de cooperação e não de competição. Depois apresentamos ao final das atividades uma conversa sobre convivência, amizade, amor ao próximo, trabalhando com os valores necessários para o bom desenvolvimento da sociedade.
Nossa associação visa o bem estar das crianças, jovens e da família; por este motivo iremos acompanhar a evolução do comportamento dentro da escola e das notas, assim poderemos aprimorar a cada momento nossas atividades.
Desejamos que as famílias estejam sempre próximas as atividades, acompanhando e descobrindo que “Juntos podemos fazer melhor”
A Associação Gincana Missionária, carrega dentro dos pilares de seu estatuto a importância da união entre: escola, família e vida espiritual; mantendo o respeito a todas as denominações e buscando mudanças sociais.
Juntos podemos fazer mais!

Objetivo geral: brincar, resgatar valores, buscar minimizar os atritos, melhora na disciplina dentro de sala de aula, aumento do rendimento escolar;

Habilidades: Desenvolver a criatividade, saber conviver em grupo, trabalhar em equipe;

Competências: Respeitar as identidades e as diferenças, desenvolver um pensamento crítico com base nos valores humanos, construir amizades, compreender a necessidade do respeito mútuo.

Programação: são executadas de quatro a cinco brincadeiras, ao final apresentamos um tema que enfatize a valorização do outro, sempre orientando no agir ético e visando estreitar a relação com as crianças.

Conclusão:
Acreditamos que ser cidadão é fazer parte da transformação, buscando melhorar o ambiente em que vivemos, apresentar respostas para aqueles que estão à margem da sociedade, que tem sede de respeito.
Devemos compartilhar nosso melhor, o tempo que dedicamos a ouvir, brincar e amparar tantos que não conhecem a prática da palavra solidariedade.


  
8.12. Projeto Escola Solidária

Introdução

Nossa sociedade vive tempos de poucas ações solidárias, nos mobilizamos quando existe alguma tragédia, por este motivo incentivamos nossos educandos a pensarem e agirem a favor do próximo, sem interesse ou mesmo situação extrema.
Percebemos a multiplicação de instituições assistenciais nos últimos anos, demonstrando que existem setores em nossa sociedade que não são alcançados pelos poderes públicos, enfatizando as falhas de um país que não pensa de maneira inclusiva, que valoriza e vislumbra o sucesso individual.
Motivados pelo sentido solidariedade e de extinção das desigualdades sociais, os professores, alunos, gestores da E.E. Suetônio Bittencourt Júnior, durante o ano de 2011 estarão empenhados em mudar esse quadro, promovendo o projeto “Escola Solidária”.
Nosso projeto consiste na escolha de uma instituição, de preferência as menos favorecidas pelos incentivos fiscais dos governos municipal, estadual e federal, tendo que contar apenas com recursos próprios.
Adotando por um ano o estabelecimento, realizando visitas periódicas e conhecendo as necessidades e a realidade daqueles que são atendidos.
Ser solidário é dividir o seu melhor com aqueles que mais precisam!

Alunos

As ações principais serão realizadas pelos alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio, no entanto a arrecadação será estendida a toda a escola.

Ações

a) Coleta de Dados: das instituições assistenciais de pequeno e médio porte da cidade de Santos.

Cada classe trará apenas uma instituição, que deverá ser escolhida através de votação pelos alunos da escola.
- Informações que deverão fazer parte dessa coleta: número de pessoas atendidas (nome; idade; sexo)
- Tipo de trabalho desenvolvido pela instituição.
- Público-alvo
- Envolvimento com a comunidade.
b) Escolha da instituição que será atendida pela escola, através de votação.
c) Visita a instituição com os representantes do Ensino Médio: precisamos conhecer e compreender as necessidades da instituição, para que de fato possamos ajudar.
d) Campanha de arrecadação: estratégia de capitação de doações.
- cartazes;
- folhetos;
- caixa de coleta de donativos.
Confecção da campanha de arrecadação será orientada pelo professores da disciplina de Artes.
Material será confeccionado pelos alunos do Ensino Médio
e) Início da arrecadação e lançamento da campanha:
f) Contagem dos donativos:
g) Organização dos donativos.
h) Entrega das doações a instituição escolhida.

Áreas do conhecimento

            O projeto “Escola Solidária” engloba todas as áreas do conhecimento, considerando que envolve inúmeras ações, que não estão restritas a apenas uma forma de aprendizagem.
           
Conclusão

            Tornar a educação parte do dia-a-dia de nossos educandos, transformando boa vontade em ação; buscar despertar o desejo de mudar a sociedade e reverter o quadro de exclusão que temos em na sociedade.
           

Buscando unir as disciplinas em um único projeto, demonstrando que interdisciplinaridade é uma realidade e auxilia no processo ensino-aprendizagem.
  
8.13 Projeto “Aê, Segue o blog ”

Introdução

Uma das maiores dificuldades das disciplinas, de Filosofia e Sociologia se concentra em criar um vínculo entre os textos clássicos e o mundo dos jovens, no mundo atual a informação é rápida demais para uma reflexão, o que praticamente inviabiliza a possibilidade do filosofar. Buscando uma forma de aproximar esses mundos tão distantes, criamos o Projeto “Aê, segue o nosso blog”, onde utilizamos as redes sociais, na forma de blog, para estimular os alunos a se envolverem com as disciplinas.
Iniciamos esse projeto no ano de 2009, em uma escola particular da Baixada Santista, com a finalidade de buscar a interação entre escola e o universo da internet, buscando atrelar dois mundos que aparentemente são distintos, que no mundo atual precisamos unir.
A internet é uma das maiores ferramentas que temos a nossa disposição para auxiliar no trabalho pedagógico, precisamos aproveitar a ideia desse projeto é exatamente aglutinar a tecnologia e o conteúdo de sala de aula.
A partir desse ano de 2011, estaremos iniciando esse trabalho na E.E. Suetônio Bittencourt Júnior, buscando utilizar a ferramenta do Acessa Escola, que foi disponibilizado pelo Governado Estadual de São Paulo, em prol da formação de nossos alunos.

Alunos

As ações serão realizadas pelos alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio.

Ações Docentes

1)    Elaborar o cronograma de postagens;
2)    Ler os posts, avaliando de acordo com os critérios estabelecidos;
3)    Comentar e corrigir;
4)    Utilizar em sala de aula pontos interessantes, criando um vínculo entre o virtual e o real.

Ações Discentes

1) Criar um blog, que tenha um nome escolhido pela sala. Devem seguir a recomendação de que o site que hospedará o blog, possa ser comentado.
2) Todas as postagens serão de acordo com as recomendações.
Tema; conteúdo da postagem; imagens ou vídeos; textos filosóficos; citações e comentários elaborados pelos alunos.
A cada bimestre o grau de dificuldade será aumentado, manter o cronograma apresentado pela professora no início do bimestre é uma das exigências para o bom andamento do blog.
3) Todos os post’s devem ser comentadas pela professora, considerando que os alunos aguardam para poderem avaliar o trabalho realizado.


Objetivos

            - Produção de texto para a internet;
            - Criar um ambiente de debate filosófico e sociológico;
- Aproximar as disciplinas para as questões de relevância no cotidiano;
- Estreitar a relação das disciplinas eruditas com o mundo dos adolescentes;
- Ampliar a participação dos alunos, proporcionando um ambiente que é dominado pelos jovens.

Conclusão

            Durante esses três anos, foram criados quatro blogs que apresentam um excelente resultado, com postagens interessantes, conteúdo adequado e criatividade em alta.
            A interação entre alunos de outras escolas, professores e gestores; demonstra que a leitura de textos curtos, associados à imagens ou vídeos, nos leva a perceber que a modernidade é parte da educação e precisa ser estimulada.

            Acreditamos que transformar os alunos em cidadãos é o caminho para uma educação renovadora e revitalizadora de um mundo com valores arruinados pela indiferença.